ACERVOS

Você tem ideia de quantos arquivos públicos existem no Estado do Rio de Janeiro?
Maparj2018-Mapa_do_Estado_do_Rio_de_Janeiro_-_Brasil_-_Regiões_de_Governo_e_Municípios_-_2

Da esquerda para direita, os municípios: Parati, Angra dos Reis,  Resende, Volta Redonda, Piraí, Barra do Piraí, Vassouras, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, Niterói, Itaboraí, Nova Friburgo, Petrópolis, Macaé, Cabo Frio São Pedro da Aldeia, Paraíba do Sul, Sumidouro, Bom Jardim, Quiçamã, Campos do Goytacazes, São Joao da Barra e Miracema.

 

No mapa, acima, grifados na cor azul, apresentamos os municípios onde já identificamos a existência de arquivos públicos com fundos de plantas de arquitetura. Os demais serão levantados após captação de recursos e início da etapa de pesquisa.

Em 2019, com o apoio institucional do Arquivo Nacional, foi possível dar início ao levantamento prévio das pesquisas sobre os fundos de arquitetura e urbanismo nos arquivos das três esferas públicas: Arquivo Geral da Cidade do RJ (AGCRJ/Município), Arquivo Público do Estado do RJ (APERJ/Estado) e Arquivo Nacional (União).

 

A identificação teve por objetivo dimensionar o volume aproximado de plantas existentes em todos os arquivos do Estado tendo em vista que somente nestes três arquivos se encontram a maior parte de plantas de arquitetura e urbanismo do Estado do RJ.

 

É importante ressaltar que o Portal vai localizar todas as plantas que estão nos acervos públicos, tanto as históricas (arquivadas) quanto as de uso corrente (as que estão em uso administrativo hoje na Secretaria Municipal de Urbanismo).